A Ordem do Trampolim

A Ordem do Trampolim

Estamos em constante busca. O ser humano é um ser cheio de necessidades, e o principal objetivo de vida da maioria das pessoas é suprir essas necessidades.

Temos necessidade de ter pessoas amadas do nosso lado, temos necessidade de termos alimentos que nos apetece, temos necessidade de coisas, objetos, etc.

Sobre tudo que precisamos, aprendemos que o Deus abençoador é capaz de nos dar todas as coisas. A Bíblia diz que devemos buscar o reino de Deus e todas estas coisas nos serão acrescentadas, diz também que esse Deus pode todas as coisas.

De fato o Senhor tem nos dado, tem nos abençoado, certamente ainda não alcançamos todas as coisas que desejamos, mas temos um Deus que pode tornar tudo possível.

Como crianças somos desejosos de muitas coisas, e como um bom pai, o Senhor tem condições e quer nos abençoar naquilo que realmente será benção na nossa vida.

O primeiro problema que nos limita de alcançar e realizar nossos desejos, está naquilo que desejamos. Pois sendo o Senhor um bom pai, certamente não tem interesse em nos entregar aquilo que de alguma forma será nocivo em nossas vidas.

Outro problema está na escolha do trampolim de conquistas. Muitas vezes invertemos os papéis de quem deve ser o trampolim de benção e de quem deve ser o alvo a ser alcançado com o trampolim. O trampolim é como uma alavanca que nos impulsiona para cima para alcançar algo, na beira de piscinas por exemplo, usa-se o trampolim para projetar-se para cima e alcançar um salto mais alto para um mergulho mais profundo.

Em 1 Coríntios 10:31 a palavra diz: “Portanto quer comais, quer bebais, ou façais qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus”

As bênçãos do Senhor devem ser trampolins em nossa vida para glorificarmos a Ele, devem ser trampolins para nos impulsionar a alcança-lo ainda mais, devem ser trampolins que nos projetam para mais alto, para prover um mergulho mais profundo nas aguas tranquilas do Espírito Santo de Deus. Mas, muitas vezes estamos invertendo esse trampolim, usando ao contrário. Posicionando Deus como um trampolim para alcançarmos as bênçãos, e nessa ânsia de chegar mais alto de conquistar mais, acabamos mergulhando nas águas da ganância, nas águas sujas e tenebrosas que os bens materiais, quando mal aproveitados, deixam de ser bênçãos e se transformam em maldições.

Quantos irmãos já vimos desaparecer do nosso convívio assim que alcançaram alguma benção. Jovens que sonhavam com uma namorada e buscaram em Deus, mas quando essa chegou, permitiu que a levasse pra fora da presença do Senhor, porque Deus era apenas um trampolim para a conquista. Quantos desapareceram logo após conquistarem sua independência financeira, ao conquistarem sua tão sonhada moto, ao conquistarem a sonhada faculdade, se formaram e mergulharam na piscina do esquecimento de quem os abençoou, mergulharam em águas geladas que apagaram a chama do Espírito Santo em suas vidas.

Eu imagino o pai, que ao entregar uma dessas bênçãos ao filho, fica talvez empolgado esperando o filho voltar com um sorriso de gratidão, com um abraço forte em agradecimento pela conquista, imagino esse pai em pé na soleira da porta, aguardando alegre preparando o ambiente para uma grande festa, para celebrar junto com o filho, o sonho realizado. As horas começam a passar, e todos já dizem para que o pai vá se deitar pois o filho está celebrando com os amigos, está celebrando no mundo e deve demorar. Imagino esse rosto desfalecendo e pensando consigo mesmo.... Mas fui eu quem entreguei a ele, ele me pediu, achei que isso nos levaria a sermos ainda mais próximos. Porque ele celebra com aqueles que nada pode lhes dar, porque celebra com aqueles que só querem usurpar. Esse pai vira a noite aguardando, mas o filho não chega. No outro dia o pai está ainda sentado a porta aguardando e quando o filho chega, simplesmente passa por ele e vai direto pro quarto descansar. Não se importando e nem perguntando o que o pai faz a soleira da porta. Ingratidão.

Precisamos colocar ordem nas coisas em nossa vida. Deus não é nosso trampolim de conquistas, as conquistas as bênçãos que Ele nos dá são trampolins para irmos mais próximo a Ele, para mergulharmos no mar do Espírito Santo, para irmos no mais profundo e conhecermos esse oceano de amor.

As benção já estão sobre seus pés, é hora de você começar a impulsionar sua vida sobre esse trampolim de conquista, é hora de começar a se preparar para um salto mais alto, para um mergulho mais profundo, rumo ao mar de intimidade com o Pai. Agradeça, glorifica o nome dEle, seja grato pela sua esposa, por seus filhos, por seu trabalho, por seus pais, pela sua faculdade, pelo seu smartphone, por sua televisão em cores, seja grado ao Senhor pela sua WiFi, seja grato ao Senhor pela sua saúde, a grandes e pequenas coisas na sua vida que são como trampolins para alcançar a Deus, mas você não pode ficar estático.

O trampolim não serve pra nada se não for até a ele e impulsiona-lo, o movimento para o salto quem faz é você a gratidão deve fluir de você, e você não vai se conformar com um salto simples, você precisa dar um triplo-mortal escarpado, é ano de Olimpíada, é ano de buscar medalha, e essa medalha será dada a todo aquele que saltar mais alto, a todo aquele que for mais grato, a todo aquele que buscar um mergulho mais profundo no mar do relacionamento com o Pai.

Começa a preparar seu salto, sobre que benção você vai glorificar o pai neste dia, o que você tem para agradecer.

Google Plus
{{ message }}

{{ 'Comments are closed.' | trans }}